top of page

Filosofia, Soft Skills e Times Ágeis


Trabalhar com agilidade envolve desenvolver alguns soft skills que fazem toda a diferença, principalmente no que tange à colaboração. Um desses soft skills eu aprendi com Platão, ou Sócrates - nunca dá para saber quem é quem. É uma reflexão do conceito de misologia: o ódio ao raciocínio, à lógica. Do diálogo de Fédon resulta uma máxima: odiamos aquilo que não entendemos.


Com os times e nas conversas do dia a dia eu me treinei para não falar "concordo", mas sim "entendo". O motivo é bem simples, eu posso discordar do que a pessoa está falando, mas se eu entender o que ela fala, então estarei em paz com qualquer que seja esse pensamento.


Entender significa se colocar no lugar do outro, compreender as nuances as quais levaram a pessoa a pensar daquela forma, que por mais torta que possa ser, provavelmente possuí lá sua lógica dentro de uma construção histórica.

Se eu não entendo, basta falar que não entendo, e a pessoa irá me explicar de novo seu pensamento, 9 entre 10 vezes a pessoa faz ainda mais questão de entrar no detalhe, de dar ainda mais contexto.


Porque se não entendo é porque não é lógico, porque se é lógico eu aprendo, afinal é lógico. E se não entendo porque não é lógico, então cada vez que a pessoa me explica, mais distante ela fica da incoerência, e mais se aproxima da lógica.


O oposto também é verdadeiro, se eu não entendo porque não me é lógico, a partir do momento que entendo eu passo a ter um pouco mais de lógica e menos ignorância. Entender é soma.


Concordar deveria ter o mesmo efeito, porém é uma palavra que remete ao fla-flu. Discordar me opõe àqueles que concordam, eis então minha bolha de pensamento, aqui com aqueles que também discordam. Discordar é se opor, é se subtrair da equação. É perda.


Fica aqui a minha provocação, no próximo debate, não concorde, entenda.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

留言


bottom of page