top of page

Preparando a mentalidade ágil


Que agilidade é uma mudança de mentalidade você já sabe, mas como trilhar o passo de uma mudança cultural dentro de organizações é uma conversa que poucas empresas conseguem de fato ter, muito mais do que um plano, é necessário uma descrição clara.


Cultura é uma combinação de conhecimentos, comportamentos, tradições e valores entre tantas outras variáveis que englobam uma sociedade. É como um solo no qual as estruturas organizacionais criam suas raízes, se for tóxico as plantas podem até florescer, mas possuem um ciclo de vida limitado e sofrem com anomalias. Se for rico a organização irá progredir tal como a árvore de Matusalém.


Nem sempre o solo é rico o suficiente para nutrir o crescimento, no exemplo do Bonsai é necessário de tempos em tempos preparar a planta para um novo ciclo, mantendo uma estrutura básica para crescimento, o nome desse processo de transplante é chamado Nemawashi. Falamos dele no livro Driven By Value.


Preparar o solo envolve descobrir as raízes, cortas aquelas que não servem mais e preparar aquelas que servirão para nutrir o estado futuro. Algumas raízes irão se manter e crescer em um ritmo natural para seu novo estado, outras sofrerão uma ruptura abrupta em sua execução, outras irão surgir do zero e ajudar nesse novo estado atual. É uma mudança e quando trabalhamos no Lean, falamos de alguns tipos de mudança:


Kaizen = 改善 = mudança + boa = melhoria, melhoria contínua, as raízes que já existem serão aprimoradas;

Kaikaku = 改革 = mudança + revolucionária = mudança radical, transformação; as raizes que foram podadas, tiveram seu curso alterado para um novo estado;

Kakushin = 革新 = nova + revolucionária = inovação, renovação, disruptiva, as raízes novas que não existem e foram criadas para atender essa nova mudança.


Ou seja, precisamos entender com base no estado futuro, quais mudanças estamos propondo para cada área, e ai entra a ideia do Nemawashi, iremos preparar o plantio para o que precisamos alterar.


Por isso é comum que dentro de uma transformação, comecemos por aquelas áreas da organização que já trabalham com agilidade: áreas de tecnologia, inovação e excelência operacional irão sofrer uma evolução Kaizen, elas já possuem uma parte que precisamos, basta aprimorarmos.


Já algumas áreas precisarão de uma evolução mais brusca, pode ser o caso de uma área de planejamento, desenvolvimento ou de engenharia, onde precisamos mudar radicalmente a forma como estamos atuando. Isso quer dizer que haverá uma perda de produtividade inicial relativamente grande, mas que seremos capazes de atingir um novo estado de maior capacidade em breve.


Já em outros casos criaremos algo totalmente novo, é o caso do surgimento de áreas focadas na geração de valor ou na disseminação de conhecimentos, como os VMO's, COE's e LACE que buscam justamente suportar uma inovação disruptiva dentro da organização.


O truque é que não há uma regra para quando aplicar cada uma das mudanças, Kaizen, Kakushin e Kaikaku, o desenho do estado futuro é que irá dar um norte para as mudanças que estamos propondo. Podendo inclusive utilizarmos os 3 tipos para produzir uma mesma mudança.


Preparar a mentalidade ágil significa preparar o solo para o plantio, fazer o Nemawashi. Entendermos quem serão nossos early adopters: os embaixadores, quais serão nossos pontos de resistências, quais mudanças devem ser radicais, e quais iremos criar do zero. É um trabalho completo, difícil e que requer uma longa análise, mas que produz mudanças perenes que irão guiar as organizações para os próximos ciclos de crescimento.