top of page

Stand UP | Daily Scrum | Daily

Dentro dos rituais que englobam o método ágil, aquele que mais se destaca é o daily stand up meeting, ou Stand UP ou Daily meeting, o nome talvez seja o que menos importa, já que cada time adota à sua maneira, mas os princípios por trás desse evento é o que fazem ele ser tão poderoso.


Você talvez já tenha lido que durante esse ritual é importante falarmos de 3 coisas:


O que fizemos desde o último encontro;

O que faremos até o próximo encontro;

Quais foram ou estão sendo nossos impedimentos;



Porém o que muitos times esquecem é que as metodologias ágeis apelam para o subjetivo, de forma a conseguir englobar a maior quantidade possível de informação e lidar com ambientes complexos e extremamente flexíveis. Assim o Stand UP recebe esse nome justamente por requerer uma noção simples, porém poderosa: a que todos estejam em pé, e que a reunião dure apenas 15 minutos.


Existe um motivo por trás disso: somos ainda um animais que vieram de uma cadeia evolutiva que durou milhões de anos, e nossa evolução se deve muito graças aos nossos ancestrais. A história humana se baseou em momentos de rodas de conversa ao redor de uma conversa, onde falava-se de conquistas, perdas, vitórias e derrotas. Assimilamos ao passar do tempo que estar sentado significa conversar, assim nos sentimos mais leves para nos prolongar em assuntos, e temos digressões frequentemente.


No entanto, estudos mostram que nosso corpo quando está em pé, libera hormônios que nos fazem ter uma postura exatamente oposta a essa, somos mais assertivos, nossa comunicação é mais direta, temos menos digressões e somos mais focados. Provavelmente porque durante os nos de nossa evolução, estar em pé e conversando significava estar caçando, precisamos estar atento caso contrário poderíamos morrer em um ataque errado, puramente seleção natural.


Não obstante, vivemos uma onde somos bombardeados por informações, e isso já tem mudado o nosso comportamento. Professores em universidades já discutem um fato extremamente relevante: a constatação de que apenas possuem a atenção dos alunos nos primeiros 15 minutos de aula, isso joga uma pressão gigantesca no sistema de ensino, e nos faz refletir sobre o fato de que se a informação não for passada nos primeiros 15 minutos, provavelmente ela não será no restante da mensagem. Talvez por isso fala-se tanto em começar a história pelo Porquê, utilizando o ciclo de ouro… mas isso é outra estória.


Ja presenciei e vivenciei ambientes onde os stand-ups eram feitos em salas com todos sentados, e demoravam mais de 30 minutos conversando sobre os assuntos do dia. Algumas empresas estão tão engessadas em suas formas antigas de trabalhar, que mesmo quando adotam a metodologia ágil parecem simplesmente mudarem os nomes de suas reuniões e hierarquia, tornando o Stand UP uma Reunião departamental 2.0. Não caia nesse erro.


A desculpa de algumas empresas reside no fato de “o time é muito grande”, não dá pra fazer em 15 minutos. Por isso é importante lembrar que no gerenciamento ágil sempre acreditamos no poder de pequenos grupos. Se o time é muito grande a ponto de não conseguir passar suas atividades dentro de 15 minutos, significa também que o grupo é grande o bastante para não se interessar por uma parte do trabalho que está sendo feito.


É preferível quebrar em pequenos times, e se os recursos da empresa apenas permitem um agilista por time, que esse quebre as reuniões em times menos, e participe de todas. No final o tempo que o agilista gasta será o mesmo, se não menor, enquanto o tempo de todo o time gasto na reunião também cairá. Isso também ajudará a manter o time motivado e com sinergia. Não há nada pior do que ouvir por meia hora um assunto que simplesmente não te interessa. Começar o dia assim então é uma bomba de desmotivação para sua equipe.


63 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page