top of page

Você sabe o que é valor?


Quando vamos falar de valor, precisamos lembrar que valor é um conceito volátil, complexo, incerto e ambíguo. Volátil porque é uma variável que muda conforme o cenário em que está inserida, incerto pois é uma variável irresoluta, por mais que definida, nunca estará contida plenamente. Complexa pois são diversas as percepções que influenciam seu resultado, ambígua pois vária conforme seu público alvo. Valor é portanto uma variável filha do mundo VUCA e que nasce para guia-lo, mas como?


Existe uma velha fábula, que provavelmente remonta à Esopo, sobre um galo que faminto procurava qualquer grão de cereal que fosse para satisfazer sua fome, sua vontade era tão grande que passou a ciscar pelo chiqueiro, procurando no meio do estrume qualquer resto de grão que poderia lhe satisfazer, até que por capricho do acaso, encontra uma linda pérola cor de rosa, raríssima. Enraivecido pela dor de bicar uma joia e não um cereal, atira a pedra para longe, xingando aqueles que foram responsáveis por deixar tal joia ali.


Bom, talvez a fabula não seja exatamente com essas palavras, mas a moral da estória nos diz bastante sobre a ideia de valor, não apenas isso, também oferece uma perspectiva de outra variável: o contexto.


Essa fábula demonstra muito bem que o valor reside no contexto do cliente (neste caso, o galo). O que pode ser de valor para uma pessoa, pode não ser para outra. Ainda mais complexo, é entender que o contexto depende também do tempo, o que pode lhe ser de valor hoje pode não ser amanha, e vice versa.


Uma mudança significativa que se refere a isso, é o fato do PMI ter adotado uma abordagem baseada em princípios ao invés de processos. O guia passa a entender que é mais importante o entendimento dos comportamentos e da mentalidade por trás da gestão de projetos do que ações prescritas e sequenciadas.


Com isso o guia saiu de uma audiência focada em gerentes de projetos, para uma audiência mais ampla, desenhada para todos interessados em trabalhar com projetos, com uma prática aplicada a qualquer realidade (PMI-SP, 2021)


Em sua última edição o guia define Valor como “O mérito, a importância ou utilidade de algo” e ainda ressalta que: “Diferentes parte interessadas percebem o valor de formas diferentes”, referenciando assim a importância do contexto para a definição do valor.


O guia também adiciona a ideia de Tailoring, que pode ser entendido como personalização de uma atividade. A palavra Tailoring vem de Tailor, que significa alfaiataria, que dá a ideia de um corte preciso e sob medida à sua necessidade atual.


De modo ainda a equacionar a definição podemos entender que valor é a razão entre os benefícios (monetários ou não) e os custos dos recursos ou esforços, e que para calcular essa razão precisamos primeiro entender a utilidade do que estamos entregando, e os custos associados a essa entrega sejam essas variáveis tangíveis ou intangíveis.

De forma simples podemos ter como um plano de ação para identificar o valor:

  1. Conhecer a persona que estamos trabalhando, o que ela pensa, fala, ouve e faz, suas principais dores e necessidades;

  2. Qual a experiência dessa persona com nosso trabalho e como ela é afetada pelas nossas entregas;

  3. Definir os benefícios e dores que são percebidas durante essas jornadas;

  4. Equacionar tais benefícios e dores em um mínimo multiplicador comum que seja capaz de tangibilizar tal entrega;

  5. Analisar a razão Beneficio vs Custo;

Percebe-se portanto que o contexto passa a ser fundamental para qualquer que seja a realidade de projetos que estejamos inseridos, e é o contexto que definirá como o valor passa a ser compreendido pelos usuários.